Espanha
O bar: filme espanhol

O bar: filme espanhol

O cinema espanhol é um dos meus favoritos, principalmente quando se trata dos gêneros suspense e terror. Hoje, venho compartilhar com vocês um filme que está disponível na Netflix que tem como um dos protagonistas o famoso ator espanhol Mario Casas que já estrelou em vários filmes da mesma plataforma.

Foto: Divulgação

“O bar” trata-se de uma comédia de suspense que tem como principal objetivo fazer uma crítica social. O filme começa com várias pessoas seguindo suas vidas normalmente pelas ruas do centro de Madri, até que por coincidência, algumas delas entram em um bar. Alguns instantes depois, um dos clientes sai do estabelecimento e leva um tiro na cabeça. De repente, todas as pessoas que estavam nas ruas desaparecem. Assustados e sem saber o que fazer, um outro cliente resolve sair do bar para ajudar a vítima. No entanto, ao sair ele também leva um tiro e cai ao chão.

Foto: Divulgação

Restaram apenas 8 pessoas dentro do bar, sendo elas: a proprietária, o garçom, um jovem publicitário, uma jovem que aparenta ser uma moça de classe mais alta, um vendedor de lingeries, um policial aposentado, uma senhora viciada em jogos de caça-níqueis e um mendigo bêbado.

Foto: Divulgação

Desorientados e sem entender o que estava acontecendo, eles criam várias hipóteses, chegando a conclusão de que se tratava de um ato terrorista e decidem ligar a TV para ver os noticiários. No entanto, nada diferente foi anunciado na mídia, o que os deixou ainda mais transtornados. Depois, um deles acredita que há um terrorista entre eles e que a polícia estava à procura do mesmo, por isso atirou nas pessoas que saíram do bar. Começam a desconfiar do publicitário devido à sua aparência e pelo fato de ter uma mochila que parecia algo suspeito para se guardar uma bomba.

Foto: Divulgação

Depois de toda a confusão e desconfiança, eles descobrem que ainda há mais uma pessoa trancada no banheiro do bar. É um homem que aparenta estar muito doente e com algumas seringas em suas mãos, levando a crer que ele estava se drogando. Depois de alguns minutos, o homem se levanta e vai até a direção deles, caindo morto logo em seguida.

Foto: Divulgação

Eles resolvem investigar quem era aquele homem e ao pegar o seu celular, descobrem que ele era um militar que esteve recentemente na África e logo deduzem que ele estava infectado com o vírus Ebola, por isso estava com aqueles sintomas e agindo daquela maneira.

Foto: Divulgação

Depois disso, eles percebem que os corpos dos clientes que estavam em frente ao bar desapareceram. Sem esperanças de receberem ajuda das autoridades, eles se dão conta de que serão eliminados por causa do vírus e pelo fato do homem doente estar naquele local.

Começa então a luta pela sobrevivência. Eles tentam planejar como sair daquele local sem serem exterminados. A dona do bar juntamente com o vendedor de lingerie e o policial aposentado decidem isolar o restante do grupo, pois eles tiveram contato com o homem morto. Sendo assim, manda eles se esconderem em um porão que servia como depósito do estabelecimento. Mesmo indignados, eles se vêem obrigados a irem até aquele local.

Foto: Divulgação

A partir de então, o filme começa a ficar cada vez mais tenso e as pessoas se vêem em uma situação extrema, sendo capazes de fazer coisas inimagináveis para se manterem vivas. O filme traz uma crítica social sobre a natureza humana em situações extremas, trazendo como tese de que “O medo revela quem realmente somos”. Em situação de medo e luta pela sobrevivência, a que ponto o ser humano é capaz de chegar para se manter vivo? Você seria capaz de escolher quem deveria viver ou não? Essas são algumas questões levantadas na história.

Foto: Divulgação

O bar é um filme que pode ser tanto amado quanto odiado. Ele tem umas cenas bem absurdas, mas ao mesmo tempo é bem instigante. Para quem gosta desse gênero tragicomédia, creio que vale a pena assisti-lo.

Foto: Divulgação

Vocês já conheciam esse filme? Se sim, o que acharam dele? Deixem seus comentários.

0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *